Moda Online

Um terço da população argentina agora faz compras online. Existem 16,8 milhões de usuários de comércio eletrônico. O gasto médio é de US$353, em um mercado online que se diz valer em torno de US$5,9 bilhões. Até 2021, espera-se que tenha 19,9 milhões de compradores online, com um orçamento médio de US$492.

A penetração online está concentrada mais fortemente nas gerações mais novas, com 91% das pessoas com menos de 25 anos usando a internet; 87% das pessoas com 25-34 anos de idade; 85% das pessoas com idade entre os 35 e os 44 e entre 45-54 anos estão online, enquanto a porcentagem é consideravelmente menor para as gerações mais velhas. Apenas 68% daqueles com mais de 55 anos estão online.

Moda lidera como o tipo de produto mais popular a ser comprado online pelos argentinos que apreciam estilo. US$1,96 bilhões são gastos em roupas, enquanto brinquedos e produtos de hobbies em conjunto acabam em segundo lugar com US$1,4 bilhões. A maioria dos compradores online (85%) ainda usam seus computadores desktop para fazer compras, e não seus smartphones, mas as melhores agências de RP argentinas ainda reconhecem o poder do celular para influenciar as compras nos desktops.

Crescimento

O uso das mídias sociais cresceu exponencialmente nos últimos anos, com 50% da população usando regularmente o Facebook; e deverá crescer mais 15% nos próximos 6 anos. As redes sociais mais populares da Argentina são o Facebook, WhatsApp, Twitter e Instagram. Pouco abaixo da metade da população atualmente tem um smartphone, um crescimento de 10% em apenas dois anos, e estima-se que mais de 60% dos argentinos terão um smartphone até 2022.

As tarifas de importação foram colocadas em produtos eletrônicos produzidos no exterior sob o governo Kirchner em 2010, na tentativa de reforçar a produção e as vendas nacionais. As empresas que não produziam localmente não podiam penetrar no mercado, devido aos impostos que tornaram o preço proibitivo. No entanto, as taxas de importação de produtos eletrônicos foram reduzidas recentemente e isso instantaneamente diminuiu os preços e aumentou as vendas de computadores. A Apple indicou que abrirá sua primeira loja argentina em 2018, e já estamos vendo um crescimento na área de RP para empresas de tecnologia na Argentina.

PR na Argentina

Visão Geral do Mercado

Leia Mais...

A Capital – Bueno Aires

Leia Mais...

Cenário da Mídia

Leia Mais...

Cenário Online

Leia Mais...

Nuances Culturais

Leia Mais...