Interesses Consolidados

A produção e divulgação de informações é dominado por poucos na Colômbia – existem oito entidades que controlam toda a cobertura nacional. Esses conglomerados econômicos têm interesses em alimentos & bebidas, bancos, serviços públicos & infraestrutura, e habitação, entre outros. No entanto, junto com os canais pertencentes a esses grupos tradicionais, há também um número crescente de canais alternativos, que podem ser aproveitados pelas agências estratégicas de RP colombianas.

A televisão permanece como a principal fonte de notícias para colombianos. A maioria dos meios de difusão de mídia na Colômbia é controlada por famílias ricas ou grandes corporações multinacionais. Existem duas estações de televisão nacionais de propriedade privada e três estatais na Colômbia, com muitas redes e canais de TV regionais. As principais redes nacionais privadas de TV são o Canal RCN, e a Caracol, ambas com cobertura de rádio nacional. O Canal Uno é o principal difusor estatal, que transmite programação privada, enquanto o Senal Colômbia transmite as mensagens educacionais e culturais do governo, e Sepal Institucional é usado para transmissões governamentais, feeds de congressos ao vivo, etc.

Rádio e Notícias

Radiodifusora Nacional de Colômbia é a estação de rádio estatal nacional, e as principais estações de rádio privadas com cobertura nacional incluem Caracol; RCN (ambos com grande redes de afiliados); Cadena Super; Colmundo; & Todelar.

A mídia impressa é de propriedade privada, e existe cerca de 30 grandes jornais na Colômbia, com três dos principais jornais diários produzidos na capital de Bogotá.

Uma grande variedade de jornais de negócios estão em circulação, assim como revistas de comercio e  industrias, que desfrutam de uma forte presença online ao lado da presença impressa.

Enquanto grandes campanhas nacionais de RP podem se direcionar a jornais nacionais, o poder do jornal local não deve ser descartado pelo mercado colombiano de agências de RP ou estrangeiros com interesse de investir no mercado, eles podem servir como forma de garantir a máxima penetração no mercado.

Nuances Regionais

Cada uma das grandes cidades tem seu próprio periódico. Por exemplo, em Medellin, os moradores leem El Colombiano, enquanto em Barranquilla, as pessoas recebem suas notícias no El Heraldo. Em Cali, El País é o jornal principal, enquanto em Cartagena, as pessoas tendem a ler El Universal. Existem nuances regionais entre as diferentes cidades.

Uma agência de RP bem colocada saberá como direcionar mensagens concisas para populações distintas. Algumas das maiores revistas incluem Cromos, Dinero, Latinpyme, Semana. Sua agência de RP na Colômbia será capaz de analisar o seu público desejado, e mapear onde e como chegar a eles.

Embora as práticas tradicionais de marketing e publicidade (TV, rádio, mídia impressa, cupons) ainda são as mais eficazes na Colômbia, canais novos estão ganhando força, especialmente nas áreas urbanas mais densamente povoadas.

Como nos mercados consumidores vizinhos, existe uma tendência crescente de usar ocasiões sazonais para impulsionar novas linhas de produtos. Amor e Amistad, por exemplo, é o equivalente colombiano ao Dia dos Namorados, celebrado em setembro, e serve como lançamento anual para promoções e inaugurações de produtos. Lojas devem ter horários prolongados em torno de feriados para garantir a máxima oportunidade de comércio.

RP na Colômbia

Visão Geral do Mercado

Leia Mais...

A Capital – Bogotá

Leia Mais...

Cenário da Mídia

Leia Mais...

Cenário Online

Leia Mais...

Nuances Culturais

Leia Mais...