Em toda a América Latina

Na Sherlock Communications, temos consultores especializados nas seis maiores economias da América Latina. Nós já realizamos campanhas bem-sucedidas em vários territórios da América Latina há algum tempo e somos muito bons no que fazemos – fale com qualquer um de nossos clientes, eles vão te dizer.

Caso se trate de meios de comunicação social, mídia social e digital, campanhas de geração de leads de influenciadores ou inbound, o centro de coordenação da Sherlock no Rio de Janeiro e em São Paulo trabalha com equipes satélites em Lima, Bogotá, Santiago, Cidade do México e Buenos Aires para oferecer excelentes resultados para clientes diversos, desde empresas tecnológicas disruptivas até grandes marcas estabelecidas.

Oferecemos serviços em todos os mercados listados abaixo (e podemos fornecer apoio em outros, mediante de solicitação), clique nos ícones para obter mais informações:

Brasil

Abrigando 205 milhões de pessoas, um em cada três latino-americanos é brasileiro. A maior economia da América Latina de longe, e a 8ª maior do mundo.

Saiba mais...

Argentina

A segunda maior economia da América do Sul, um centro de inovação em crescimento e um mercado potencial de 44 milhões de consumidores.

Saiba mais...

Chile

O país mais estável e próspero da região e o primeiro país latino-americano a se juntar à OCDE.

Saiba mais...

Colômbia

Uma das histórias de sucesso mais recentes da América Latina, com crescimento sustentado do PIB que deverá chegar a 3,5% até 2022.

Saiba mais...

México

Um mercado de quase 120 milhões de pessoas, a segunda maior economia da América Latina é prevista a se tornar a quinta maior economia mundial até 2050.

Saiba mais...

Peru

Uma das economias em crescimento mais rápido da região, com o PIB per capita mais alto que nunca.

Saiba mais...

Maneiras de Trabalhar

Nossa equipe mais ampla é formada por um grupo experiente e eclético de jornalistas, profissionais de marketing digital, cinegrafistas e comunicadores corporativos, com a intenção de criar campanhas que demandem colunas em jornais, gerem grande engajamento e criem impactos significativos nos negócios.

Nós trabalhamos juntamente com nossos clientes para garantir que compreendemos totalmente seu produto ou serviço, antes de criar campanhas garantidas de ressoarem com nossos potenciais clientes e consumidores em cada um de seus públicos-alvo.

Nosso trabalho na América Latina é integrado e coeso, com reuniões semanais e relatórios periódicos e feedback das equipes locas para garantir um fluxo preciso de ideias e resultados.

Para clientes internacionais, também fornecemos relatórios claros e em inglês, desenvolvidos para complementar seus processos internacionais e estruturas de equipe existentes.

Nossa Filosofia para RP na LATAM

Para empresas internacionais, especialmente aquelas que são novas na região, pode haver a tentação de pensar que os mercados da América Latina podem ser agrupados ao planejar estratégias de relações públicas e de marketing.

Esse não é o caso. A América Latina é composta por mais de 20 países, e as nuances culturais, economias e panoramas da mídia em cada nação são distintas. De fato, há muitas vezes enormes diversidades demográficas dentro de cada país, através da divisão rural-urbana e entre cada cidade.

Embora o espanhol seja a língua oficial na maioria dos mercados latino-americanos, além do Brasil, há variações enormes em espanhol da Argentina e espanhol do México, por exemplo, e enquanto a fluência do inglês pode ser razoável em algumas capitais, e geralmente maior nas concentrações de alto índice socioeconômico, ainda não é amplamente falando na região.

Localização é chave.

Uma campanha de relações públicas bem-sucedida no Brasil é improvável que tenha qualquer resultado no Peru, ou vice-versa. Colombianos pensam de maneira diferente que os brasileiros, que são muito diferentes dos chilenos, que por sua vez têm personalidades contrastantes com seus vizinhos argentinos. México, entretanto, é um mundo à parte de todos acima.

Essas diferenças significam que, mais do que ser ineficaz, uma abordagem única de campanhas de relações públicas e de marketing na América Latina corre o risco de antagonizar públicos diferentes nas regiões, e pode resultar em mais danos à reputação do que benefícios.

A Importância de Equipes Nos Locais

Pode parecer que as várias populações da América Latina são calorosas e acolhedoras para estrangeiros e suas marcas, apesar de décadas, se não séculos de dificuldades, colonização, ditaduras, etc, mas isso pode ser ilusório.

Apesar das histórias políticas, dos costumes empresariais e panoramas jurídicos na região possam parecer estranhas e até bizarras para quem está de fora, elas também podem representar memórias sensíveis pessoas e coletivas nesses países e é de vital importância que as estratégias de relações públicas sejam desenvolvidas e implementas por profissionais locais para proteger contra gafes não intencionais e dispendiosas, e erros de localização.